Dicas de Verão Norte São Mateus

Verão é tempo de sair do sofá e ser feliz

Confira as dicas para praticar atividades físicas na praia com segurança

Calor, dias mais longos, praias e calçadões lotados: o verão é um convite a sair de casa e a colocar o corpo para se mexer. Mas, se a estação combina – e muito – com a atividade física, não custa levar em conta alguns cuidados para evitar lesões e aproveitar o melhor das férias. O educador físico e fisioterapeuta José Roberto Gonçalves de Abreu, coordenador dos cursos de Educação Física e Fisioterapia da Faculdade Vale do Cricaré, em São Mateus, alerta: não vale querer tirar o atraso de um ano inteiro em apenas um mês.

“O ideal é se planejar fisicamente para as férias da mesma forma que se faz financeiramente, por exemplo, e ir ‘pagando’ mês a mês, para chegar em janeiro com o condicionamento físico em dia”, explica.  A boa notícia é que quem não teve esse cuidado ainda pode tirar um ótimo proveito dos exercícios na praia. Desde que, é claro, respeite seus limites.

Um erro comum, como explica José Roberto, é se empolgar ao ver a praia lotada e sair fazendo um exercício com o qual não se está acostumado. Um exemplo: se você não pratica corrida o ano inteiro, não tente encarar a prática de uma hora para a outra, nas férias. “Não dá para mudar a rotina bruscamente em função do verão. Seu corpo não está acostumado, dos pontos de vista fisiológico e biomecânico”, ressalta.

 

Divulgação/Freepik

 

A corrida na areia tem ainda um perigo adicional: como a pisada fica mais instável, devido ao terreno irregular, pode contribuir para uma torção ou lesão, principalmente nos joelhos, quadril e tornozelos. E, no calçadão, é preciso usar um calçado adequado, para absorver o impacto. Viajou e não levou o tênis? É melhor não se aventurar a correr.

Começar com uma caminhada leve, na areia ou no calçadão, é a recomendação do professor. A bicicleta também é uma boa alternativa.  Mas é importante não descuidar do horário. Com a temperatura chegando fácil na faixa dos 40 graus, o ideal é se exercitar antes das 10h da manhã ou após as 16h ou 17h, dependendo da intensidade do sol. O problema não é só a pele, como explica José Roberto. “O filtro solar deve ser usado sempre, em qualquer horário de exposição ao sol. Mas o calor também pode causar mal-estar, além de elevar o risco cardíaco, principalmente em pessoas que têm pré-disposição a isso, estão acima do peso ou têm hipertensão”, alerta.

 

Bebida e exercícios

A cervejinha gelada, que cai muito bem nos dias quentes, também não combina em nada com a prática de exercícios físicos. Como lembra o professor, o álcool desidrata ainda mais o corpo, que naturalmente já está perdendo mais água devido à temperatura elevada. E como a bebida quase sempre vem acompanhada de petiscos gordurosos e de difícil digestão – como torresmo, churrasco, salgados fritos – o organismo não consegue dar conta de um exercício intenso logo após uma refeição farta.

Um problema muito comum é o mal-estar ao tentar nadar após beber e comer na praia. “A bebida dá uma coragem excessiva. A pessoa acaba se afastando muito da margem, e, de estômago cheio, começa a passar mal, correndo um grande risco de se afogar”, diz José Roberto.

A alimentação antes de um exercício, mesmo que ele não seja intenso, deve ser leve, dando preferência a alimentos de alto valor biológico, como pão integral, frutas, queijo branco; nada que aumente de forma brusca a glicose no organismo, que, assim, terá uma fonte de energia muito mais duradoura durante o exercício.  E nada de ir se exercitar em jejum. Como explica o professor, o organismo precisa de combustível para funcionar bem.

 

Hidratação

Uma recomendação que vale para todas as faixas etárias e para quem está ou não em forma é investir na hidratação mais intensa durante a prática de exercícios físicos no verão. Quer seja naquela partida de frescobol na beira do mar, ou na caminhada tranquila na areia, o corpo precisa de mais água do que em épocas menos quentes.

Como observa José Roberto, um adulto tem a água presente em média em 60% da sua composição corporal. Em bebês, esse índice chega a mais de 90%, exigindo cuidados adicionais na oferta de líquidos aos pequenos. E, já que estamos falando de praia, a água de coco – que é fácil de achar no litoral –  é um santo remédio. “Ela ajuda a repor os sais minerais que perdemos no suor”, salienta.  Mas nada de recorrer aos refrigerantes e sucos industrializados.  “O recomendado é ingerir pequenas quantidades de líquido – de preferência, os mais naturais – a cada 15 ou 20 minutos, durante a atividade física”, ensina.

 

Divulgação/Freepik

Se jogue!

Andar, correr, nadar, dar uma volta de bike, jogar frescobol, peteca, futebol, vôlei, surfar: todas essas atividades caem muito bem em um dia quente de verão. Levando em conta os seus limites e tomando os cuidados necessários, a estação é a época certa para sair do sofá.  “O legal é fazer o que gosta, sem se expor a riscos”, diz José Roberto.

E, se você se empolgou com uma atividade ao ar livre, que tal levá-la para sua vida, indo além das férias? Afinal, por aqui a temperatura favorece a prática de exercícios na praia durante o ano todo. “O mais difícil ao se começar uma prática esportiva são os primeiros meses, até o corpo se adequar. Depois disso o exercício ‘vicia’, a pessoa não consegue mais ficar sem”, garante José Roberto.

 

Diversão e orientação para um verão sem estresse na arena de Guriri

Até o final das férias, o projeto Conexão Guriri vai estar na arena montada no balneário para passar orientações e dicas para um verão mais saudável. O projeto é uma realização da Faculdade Vale do Cricaré, em parceria com a Unimed, Sicoob, Vila Universitária e Prefeitura Municipal de São Mateus.

A coordenadora do curso de Enfermagem, Dayana Seibert, conta que alunos e professores estarão no local oferecendo aferição de pressão, testes de glicemia, orientação sobre uso de preservativos e os cuidados para evitar intoxicações alimentares e queimaduras de sol. O atendimento acontece de 8h ao meio-dia, aos sábados e domingos, até o dia 4 de fevereiro.

Além das orientações de saúde, haverá atividades esportivas e recreação infantil com palhaços e outras brincadeiras, que ficará a cargo de alunos do curso de pedagogia da instituição. “Além de prestar um serviço à população, nossos alunos têm a chance de aprender na prática, o que é muito bom”, observa o coordenador-geral de pós-graduação, Comunicação e Marketing da FVC, Pedro Rafael Farias Evangelista.

Haverá distribuição de medalhas e troféus para os participantes das atividades esportivas, como futevôlei e futebol. Para participar basta de inscrever na tenda montada  na Praça Central, em Guriri.

A Faculdade Vale do Cricaré conta com 15 cursos de graduação, mais de 80 de especialização e dois mestrados. São mais de 2 mil alunos na graduação e 5 mil nos cursos de especialização.  As inscrições para o processo seletivo agendado estão abertas até o dia 19 de fevereiro. Mais informações no site da instituição: www.ivc.br, ou pelo telefone 3313-0000.

 

10 passos para se exercitar na praia sem riscos

Divulgação/Freepik

1 – Olho no relógio

Nada de sair se exercitando com o sol a pino. O calor em excesso pode causar mal-estar e até ser o gatilho para um evento cardíaco em quem tem pré-disposição, como hipertensos e pessoas acima do peso. Dê preferência ao início da manhã (antes das 10h) e ao final da tarde (após as 17h)

2 – Filtro solar sempre

A pele sempre pede proteção, qualquer que seja o horário de exposição ao sol. Como o corpo sua mais durante o exercício, eliminando o protetor solar, lembre de reaplicá-lo periodicamente. Uma boa opção é o filtro solar para esportistas, que se fixa mais à pele, mesmo com o suor

3 – Com que roupa?

Use roupas leves, sempre, e que permitam a transpiração. É com lembrar que suar não emagrece, só desidrata o corpo. Para quem curte exercícios ao sol, já há no mercado várias opções de tecidos “respiráveis” e que ainda ajudam a proteger a pele dos raios solares. Óculos de sol, bonés e viseiras também são indispensáveis

4 – O que comer

Nessa hora, vale o bom senso: nada de comer uma feijoada e ir correr. Mas também não dá para ir de estômago vazio. O ideal é ingerir alimentos leves e ricos em fibras, como pães integrais e frutas, que fornecem a energia necessária para o corpo se exercitar

5 – Bebeu água?

A prática de exercícios sob calor intenso requer mais cuidado com a hidratação, já que o corpo perde água e sais minerais pelo suor. A recomendação é dar uma parada a cada 15 ou 20 minutos para ingerir pequenas quantidades de líquido. A água de coco é uma ótima pedida, pois é rica em sais minerais

6 – O que fazer?

Já é acostumado a praticar exercícios? Ótimo, então é só fazer o que gosta, com alguns cuidados adicionais devido ao calor. Mas, se não é esse o seu caso, não vale encarar uma corrida na areia, por exemplo. Vá devagar! Respeite seus limites e evite lesões ou outros problemas mais graves. Uma boa pedida é uma caminhada ou pedalada leve, para começar

7 – Desacelere

Principalmente no calor, nada de parar de vez após uma atividade intensa, daquelas que aumentam a frequência cardíaca.  Está correndo? No final, ande, até o organismo desacelerar.  Outra recomendação é evitar choques térmicos muito bruscos. Então, antes de cair no mar gelado, espere um pouco para o corpo voltar ao normal

8 – Álcool não combina

A atividade física, aliada ao calor, já aumenta naturalmente a transpiração. E o álcool desidrata ainda mais o organismo, o que aumenta a chance de um mal-estar, ao se exercitar após beber aquela cervejinha

9 – Respeite o mar

Nadar é um exercício ótimo…para quem sabe nadar! Se não é o seu caso, não se aventure. Principalmente se já tiver tomado umas e outras, melhor é ficar na areia. E sempre observe as placas indicativas de profundidade e perigo, instaladas nas praias

10 – Cuidado com os pequenos

Todo cuidado com eles deve ser em dobro. Crianças têm a pele mais sensível ao sol e se desidratam mais facilmente. Lembre-se que ao brincar na praia seu filho está se exercitando intensamente, então, renove o protetor solar e ofereça líquidos periodicamente. Uma boa dica é colocar pulseirinhas de identificação nos pequenos, para evitar que eles se percam

Fonte: José Roberto Gonçalves de Abreu, educador físico e fisioterapeuta

 

Confira a programação do Conexão Guriri

Dia 3/02
Dia 4/02

Atenção: Haverá medalhas e troféus para quem participar das atividades esportivas. As inscrições para participar podem ser feitas no campus da faculdade, que fica no bairro Universitário (ao lado do Clube da Petrobras) ou na tenda armada na Praça Central de Guriri

Destinos relacionados

Presidente Kennedy inicia vacinação contra febre amarela

Guriri: água morna e tranquilidade atraem turistas de todo o país

Você sabe usar o filtro solar do jeito certo?

Corrida reúne 800 pessoas em Aracruz

Na areia, esporte e consciência ambiental