Norte São Mateus Dicas de Verão Saúde

Você sabe usar o filtro solar do jeito certo?

Alguns errinhos podem comprometer a eficácia do produto

Filtro solar e verão: essa dupla deveria ser inseparável, sempre. É claro que o uso do protetor é recomendado durante todo o ano, mesmo no inverno. Mas, com o calor que está fazendo lá fora, não dá para vacilar. E a verdade é que o produto já entrou na maioria das casas, mas tem um probleminha: nem todo mundo sabe usar da maneira correta, de forma a garantir a proteção ideal para afastar o perigo do câncer de pele.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) faz algumas recomendações, que, se seguidas com carinho, garantem a eficácia do produto. A primeira delas: o filtro não deve ser aplicado ao chegar à praia. Como ele demora um pouco a agir, é bom usar ainda em casa, pelo menos 30 minutos antes de sair. E nada de fazer economia. É necessário passar uma boa quantidade do produto para garantir que a pele fique protegida. O recomendado pela SBD é usar o equivalente a uma colher de chá rasa no rosto e três colheres de sopa, pelo menos, no corpo.

A coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Vale do Cricaré, Dayana Seibert, lembra que a recomendação dos médicos é reaplicar o filtro ao longo do dia, pelo menos a cada duas horas, ou a intervalos menores, caso a pessoa transpire muito, se exponha mais ao sol ou entre na água. “Muita gente esquece de fazer essa reaplicação”, salienta.

 

Divulgação

 

Outro erro comum é dispensar o uso quando os dias estão nublados. O fato do sol não estar aparente não significa que a pele não está sendo agredida. Isso porque a radiação ultravioleta (UV), a mais nociva, atravessa as nuvens. Da mesma forma, ao fazer exercícios físicos ao ar livre, o mais recomendado é utilizar um protetor para esportistas. Esses produtos normalmente têm dióxido de titânio e óxido de zinco em suas fórmulas, sendo mais espessos e tendo como vantagem o fato de não escorrerem facilmente com o suor em excesso.

E, para quem acha que basta passar o protetor para poder torrar ao sol, não é bem assim. O ideal é evitar a exposição direta ao sol de 10h às 16h, e usar outras barreiras de proteção adicionais, como guarda-sol, óculos e chapéu. Outro lembrete: o câncer atinge mais pessoas de pele branca, mas a pele morena e negra também deve ser protegida, pois está suscetível à doença.

 

Prevenção

De acordo com a SBD, o câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos da doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos. O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém, o número de casos é alto.  Com o uso do protetor solar e de outras práticas que minimizam a exposição ao sol, a chance de ter a doença diminui em até  50%.

Além do câncer, as radiações ultravioleta causam queimaduras solares, catarata, degeneração de retina, manchas e envelhecimento da pele. O ideal é incentivar a proteção desde a infância, para que vire um hábito diário, como tomar banho ou escovar os dentes. Bebês a partir de 6 meses já podem utilizar o protetor solar, e há no mercado uma diversidade de produtos feitos especialmente para os pequenos, que têm a pele mais sensível.

 

Divulgação

Escolha o seu

Além de prevenir contra o câncer, o uso do filtro solar evita o envelhecimento precoce da pele e o surgimento de rugas. Os produtos mais modernos também oferecem benefícios extra, como o controle da oleosidade e da acne. Na hora de escolher o seu, leve em conta o seu tipo de pele.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda o uso de fator de proteção 30, no mínimo, e alerta que um produto, para ser eficiente, deve oferecer boa proteção contra a radiação UVA e UVB. A radiação UVA penetra mais profundamente na pele, e é a principal responsável pelo envelhecimento e pelo câncer de pele.  Já a UVB é mais intensa entre as 10h e as 16h. É ela que causa as queimaduras solares e a vermelhidão na pele.

Na hora da compra é importante, ainda, verificar se o produto é resistente à água. Quem tem pele oleosa ou com tendência à acne deve optar por produtos livres de óleo, geralmente oferecidos em formato de gel. A recomendação é sempre ler os rótulos com atenção, pois há uma grande variedade de filtros solares no mercado.

 

Mitos e verdades sobre o uso de protetor solar

1 – Se passar um protetor com FPS alto posso pegar sol à vontade, sem perigo

Mentira: O filtro solar oferece proteção, mas a radiação solar está cada vez mais forte. Por isso, a recomendação é usar também barreiras físicas, como chapéu, guarda-sol e óculos. E a exposição ao sol, no horário de maior radiação (10h às 16h) sempre vai ser prejudicial à pele

2 – O protetor solar é uma das principais formas de prevenir o câncer de pele

Verdade: Mas, para uma proteção efetiva, é preciso usar continuamente, todos os dias, e não só quando se vai à praia, e evitar a exposição direta e prolongada ao sol. Esses cuidados reduzem à metade a chance de ter câncer de pele

3 – O filtro solar aumenta a oleosidade da pele

Mentira: Hoje já há produtos desenvolvidos inclusive para diminuir a oleosidade e a acne. Basta ter atenção na hora de escolher o produto mais adequado à sua pele

4 – Se eu usar um filtro com FPS baixo e me expor por alguns minutos todos os dias ao sol, vou garantir um bronzeado com saúde

Mentira: Toda a exposição ao sol, mesmo que não prolongada, causa danos à pele. No mínimo, sua pele vai estar envelhecendo mais rapidamente, além de estar sujeita ao risco de aparecimento de manchas e sardas

5 – É necessário aplicar filtro no rosto mesmo em dias sem sol

Verdade: Os raios ultravioleta, responsáveis pelo envelhecimento e pelo câncer de pele, atravessam as nuvens

6 – Usando um filtro à prova d’água, posso entrar no mar e não preciso reaplicar o produto

Mentira: Os filtros resistentes à agua são apenas um pouco mais difíceis de sair do que os outros. É preciso reaplicar sempre que se molhar

7 – Não é indicado passar o filtro solar com a pele úmida

Verdade: A água dilui o produto, diminuindo a sua eficácia. O ideal é secar o corpo antes de fazer a aplicação

8 – Bebês não podem usar protetor solar

Mentira: Após os seis meses, podem sim. Antes disso, as chances de irritação na pele são grandes. De qualquer forma, crianças não devem ficar expostas ao sol e devem usar também outras barreiras, como guarda-sol, chapéu e camisetas com fator protetor

9 – Usar filtro desde criança previne o envelhecimento da pele na idade adulta

Verdade: O efeito do sol na pele é cumulativo, ou seja, quanto mais exposição, pior. Se a criança adquire o hábito de usar o filtro desde pequena, vai se tornar um adulto com pele menos envelhecida

10 – Posso usar o protetor corporal também no rosto

Mentira: O ideal é usar no rosto um produto específico para a face. Os filtros para o corpo geralmente contêm mais gordura, o que pode causar acne se aplicados no rosto

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

 

Diversão e orientação para um verão sem estresse na arena de Guriri

Até o final das férias, o projeto Conexão Guriri vai estar na arena montada no balneário para passar orientações e dicas para um verão mais saudável. O projeto é uma realização da Faculdade Vale do Cricaré, em parceria com a Unimed, Sicoob, Vila Universitária e Prefeitura Municipal de São Mateus.

A coordenadora do curso de Enfermagem, Dayana Seibert, conta que alunos e professores estarão no local oferecendo aferição de pressão, testes de glicemia, orientação sobre uso de preservativos e os cuidados para evitar intoxicações alimentares e queimaduras de sol. O atendimento acontece de 8h ao meio-dia, aos sábados e domingos, até o dia 4 de fevereiro.

Além das orientações de saúde, haverá atividades esportivas e recreação infantil com palhaços e outras brincadeiras, que ficará a cargo de alunos do curso de pedagogia da instituição. “Além de prestar um serviço à população, nossos alunos têm a chance de aprender na prática, o que é muito bom”, observa o coordenador-geral de pós-graduação, Comunicação e Marketing da FVC, Pedro Rafael Farias Evangelista.

Haverá distribuição de medalhas e troféus para os participantes das atividades esportivas, como futevôlei e futebol. Para participar basta de inscrever na tenda montada  na Praça Central, em Guriri.

A Faculdade Vale do Cricaré conta com 15 cursos de graduação, mais de 80 de especialização e dois mestrados. São mais de 2 mil alunos na graduação e 5 mil nos cursos de especialização.  As inscrições para o processo seletivo agendado estão abertas até o dia 19 de fevereiro. Mais informações no site da instituição: www.ivc.br, ou pelo telefone 3313-0000.

 

Confira a programação do Conexão Guriri

Dia 3/02
Dia 4/02

Atenção! Haverá medalhas e troféus para quem participar das atividades esportivas. As inscrições para participar podem ser feitas no campus da faculdade, que fica no bairro Universitário (ao lado do Clube da Petrobras) ou na tenda armada na Praça Central de Guriri

Destinos relacionados

Confira tudo o que rolou em Pontal de Aracruz

Nossa Praia: acessibilidade e segurança para pessoas com deficiência tomarem banho de mar

Trio elétrico vai animar o próximo domingo em Barra do Sahy

Final de semana com atrações gratuitas em três praias de Aracruz. Veja a programação

Pontal do Ipiranga: diversão, tranquilidade e segurança em um só lugar