Para quem gosta de conhecer os mínimos detalhes

Ao comprar uma unidade usada, o proprietário analisa até os futuros vizinhos

—————– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE —————–

O Relatório de Mercado Focus projetou alta de 2,57% para o PIB (Produto Interno Bruto) em 2019, após o período de crise econômica do Brasil enfrentado nos últimos anos. Esse cenário de melhora interfere principalmente no ramo imobiliário. Considerando que o atual panorama de compras de imóveis é otimista, pode bater a dúvida de como avaliar se vale a pena apostar nos usados.

A rapidez de entrega é uma das vantagens desse tipo de aquisição, segundo Leandro Lorenzon, diretor da indústria imobiliária do Sindicato da Construção Civil do Espírito Santo (Sinduscom-ES). “O comprador tem a opção de ir ao local para conferir a situação do imóvel. Ele consegue verificar os ambientes, a ventilação e a posição do sol. Quando o condomínio está estabelecido há algum tempo, geralmente, a gestão é mais madura.”

De acordo com o diretor, é importante ficar de olho na documentação do imóvel antes de efetivar a compra. “É necessário apurar se existem débitos do apartamento, e se o proprietário tem alguma dívida em que o imóvel foi dado como garantia. Em relação à estrutura, é preciso checar as instalações e toda a parte elétrica, além de garantir a certificação de que não existem infiltrações e vazamentos”, acrescenta Leandro Lorenzon.

Para avaliar se o negócio merece o preço ofertado, é bom examinar o prédio e o apartamento detalhadamente. “É fundamental averiguar se tem ou não elevador e área de lazer, além de observar o estado de conservação de ambos. Em comparação aos novos, dá para encontrar opções mais baratas de usados. A valorização do imóvel também se faz presente, caso o apartamento possua reforma clean no banheiro e na cozinha, que são espaços caros”, indica Alípio Neto, diretor comercial da Neto Imóveis.

Segundo ele, o comprador terá gastos diversos consideráveis ao fechar o negócio. “Com as despesas de escritura, ITBI (imposto sobre transmissão de bens imóveis) e com o registro. Nesse caso, a vantagem de ter um profissional para intermediar a venda pode ajudar no processo. Ele tem o encargo de checar toda a documentação do imóvel e do vendedor.”

Outro ponto relevante a ser ponderado é descobrir se o condomínio tem reforma agendada, evitando surpresas. “É oportuno olhar isso antes, ainda mais se o local tiver idade mais avançada. Afinal, a obra pode ser um incômodo e gerar custos. Tem que analisar as programações de todos os reparos previstos”, lembra Leandro.

Perfis

De modo geral, entre os perfis de compradores de usados, destacam-se as pessoas que buscam uma garantia específica. “Elas querem entrar no local para vê-lo, com a certeza de que se sentirão bem. Analisam igualmente se o prédio é organizado e limpo. Essas particularidades abrangem a necessidade de perceber a compra de forma mais material”, aponta  Lorenzon.

Compartilhe:

Você também vai gostar: