Profissionais graduados ganham até três vezes mais

Além da renda maior, diploma também ajuda no desenvolvimento do profissional

Continua depois do anúncio

Conquistar uma vaga no mercado de trabalho tornou-se uma disputa cada vez mais acirrada. Na hora de sair na frente, ter qualificação e um diploma de ensino superior ajuda não só a alcançar um emprego, mas também a ter um salário maior. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnadc), divulgada pelo IBGE em 2018, a renda de quem concluiu o ensino superior é praticamente o triplo daqueles que têm apenas o ensino médio.

O estudo mostrou que o rendimento médio mensal dos profissionais com graduação foi de R$ 5.110 em 2017, enquanto os que completaram apenas o ensino médio ganharam R$ 1.727, em média, por mês. Quem concluiu apenas o ensino fundamental teve rendimento médio de R$ 1.409. Já os trabalhadores sem qualquer nível de instrução tiveram renda média de apenas R$ 842 no ano retrasado, seis vezes menos do que quem completou o ensino superior.

Fonte: Pixabay

A pesquisa do IBGE apontou que profissionais com nível superior incompleto ganharam, em média, R$ 2.186 por mês em 2017, 43% do salário de um diplomado. Ou seja, o acréscimo de salário depende diretamente da conclusão do curso. Ainda assim, mesmo com a graduação incompleta, esses trabalhadores receberam 27% a mais do que quem parou o estudo no ensino médio.

Além da renda

Para Marinete Francischeto, professora da graduação em Gestão de Recursos Humanos do Ensino a Distância da Universidade Vila Velha (UVV ON), a discussão do salário é importante e está em voga, já que, recentemente, algumas empresas passaram a dizer que o diploma não importa mais. Ela frisa, ainda, que a relevância de ser graduado vai além da renda maior: passa também pelo desenvolvimento do profissional.

“Minha opinião como gestora é a seguinte: o conhecimento faz a diferença, paralelo à necessidade do desenvolvimento das habilidades comportamentais”, afirma.

Ela explica que, além das competências técnicas aprendidas na universidade, que fazem o diferencial na hora de conseguir um espaço no mercado de trabalho, há as comportamentais. Elas são desenvolvidas no aluno durante a graduação, tais como ser empreendedor, tomador de decisões e saber gerenciar conflitos.

“O diploma traz essas oportunidades. Quando você estuda, gosta do que faz, você é mais capaz e vai ganhar mais”, declara Marinete.

Por isso, na hora de planejar o futuro profissional, é necessário analisar o cenário como um todo. Considerando todos os benefícios que a maior qualificação pode trazer ao currículo, ao bolso e, principalmente, ao desempenho como profissional.

Continua depois do anúncio

  • Gostou dessa matéria? Compartilhe!
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Envie no Whatsapp
  • Nos dê sua opinião, deixe um comentário:
  • Você também vai gostar de ler